Osteoporose: Uma ex-enfermidade silenciosa

As novas descobertas científicas e tecnológicas permitiram estabelecer o novo paradigma e as novas diretrizes da Nova Biologia Óssea e, por essa razão, motivou a criação deste Blog. De 1940 a 1991, por 51 anos, a ciência avaliou o tecido ósseo utilizando o Raios-X na coluna e quadril. O Raio-X do osso apenas oferece uma imagem, como se fosse uma fotografia estática do tecido ósseo e não minudencias as propriedades ósseas e os demais componentes, que formam as duas matrizes: a primária relacionada diretamente com o risco das fraturas e a secundária que contém os micronutrientes. A Inovação científica e tecnológica a partir de 1992 passou a disponibilizar uma inovadora tecnologia que incorporou a Inteligência Artificial utilizada na exploração espacial. A Climatérium® Ltda é a Pioneira nas Três Américas a disponibilizar a inovadora tecnologia que avalia diretamente a osteoporose e os seus desdobramentos.


Devido esse importante e inovador avanço, a osteoporose deixou de ser uma doença silenciosa. Você pode rastreá-la de 06 a 85 anos. Pesquisa desenvolvida na Unicamp detalhou as curvas de 06-17 anos e as publicou na revista científica, a PLOS ONE em 2015. A nova visão rastreadora e preventiva, analisa a estrutura completa de sustentação do tecido ósseo, seus componentes e disponibiliza quatro ferramentas qualitativas relacionadas com a Causa Central das Fraturas. A pesquisa também comprovou que não há envolvimento dos remédios com Cálcio; ideia que predominou por 51 anos. A Osteoporose, de 1940 a 1991, foi denominada como silenciosa devido a medicina dispor apenas de diversos aparelhos, mas todos com emissão de Raios–X e que avaliava o tecido ósseo de forma incompleta. Na atualidade o termo doença silenciosa está em desuso, ultrapassado porque a inovadora tecnologia rastreia de forma completa e inócua; a doença pode ser prevenida se nela for aplicada os novos e modernos conceitos aplicados pela visão preventiva.


O Projeto Genoma revelou que o tecido ósseo é formado por duas matrizes ósseas, a proteica e a inorgânica. Todos os exames feitos pelo Raios-X, avaliam apenas uma matriz: a secundária. Os desgastes na matriz primária ocasionam, em todos os casos, as fraturas. Para tanto, é essencial e imprescindível que, ao longo do desenvolvimento infantopuberal, adulto jovem e climatério seja rastreada pela matriz proteica, para manter a qualidade e a resistência tênsil óssea. De 1991 a 2003 o Projeto Genoma desvendou todos os polimorfismos da osteoporose e com o adequado rastreamento é possível prevenir a temível doença desde tenra idade. Ao utilizar a inovadora tecnologia denominada DBMBOX Falanges-4G é possível, em qualquer idade, (infância, adolescência, adulto jovem, climatério) que precedem a senil, ou seja, abaixo de 65 anos; realizar o exame inócuo que avalia a microarquitetura óssea (qualidade óssea) para prevenir o risco de fratura.


No Novo Código de Ética Médica, de 2010, no Capítulo denominado Princípios Fundamentais, estão relacionados os 25 Princípios que representam o Núcleo Duro, a parte imutável da Medicina. O primeiro de forma textual diz: “ A Medicina é uma profissão a serviço da Saúde do Ser Humano e da Coletividade e será exercida sem discriminação de nenhuma natureza”. Tratamento Prof. Dr. Odilon IANNETTA - Diretor Clínico da Climatérium® Ltda Pioneira nas Três Américas, desde 1996.

6 visualizações0 comentário