Quais os intervalos ideais para a realização dos exames preventivos e rotineiros?

Por milênios as duas principais funções atribuídas a mulher foram: procriar e educar os próprios filhos e a comunidade. A cultura reinante não abria espaço para mais nada.

Nesse longo período, a mulher, de forma geral, era orientada para, anualmente, realizar a rotina ginecológica por meio do exame denominado Papanicolau.


As pessoas que são orientadas sobre realidade atual, são informadas que 72% das pessoas, acima de 60 anos, morrem de doenças crônicas não transmissíveis (DCNT), e que são passíveis de prevenção, começam a procurar qual será a solução mais viável para viver uma vida digna. Como se isso não bastasse, aprendem, também, que nessa mesma faixa de idade, as mulheres possuem: 3x mais chance de ter osteoporose do que a doença coronariana; 7x mais chance de ter derrame cerebral; 8x mais chance de ter câncer de mama e para finalizar, 913 vezes mais de ter osteoporose do que o câncer de colo uterino. Diante dessas informações as mulheres passivas, de imediato, passaram a mudar a postura. Parabéns!


Como as mulheres atuais começaram a percebem que os exames rotineiros devem respeitar os seus próprios intervalos de tempo, cada qual com a sua especificidade, agora, irão realizá-los com total segurança. Ainda mais quando a ciência dispõe de tecnologia inovadora e revolucionária que dispensa planta baixa específica, aplicada no próprio consultório, não emite radiação, é inócua, registrada na ANVISA e Certificada pela INMETRO e indicada da adolescência ao senil, que rastreia a causa central dos processos inflamatórios intracelulares, por meio de um especial sistema de ultrassom-4G que disponibiliza algoritmo, com quatro subdivisões que define o grau de comprometimento em cada caso das DCNT.


Agora, a mulher sabe que o progresso científico transfere a ela a responsabilidade por uma vida mais SAUDÁVEL.


Uma nova vida, uma independência real. Razão para eu lembrar diariamente ao ter comprovado, em 1996 que: NÃO VIEMOS AO MUNDO PARA MORRER DE DOENÇAS CRÔNICAS.


Deseja conviver com a medicina do mundo moderno e comprovar a eficácia da Inteligência Artificial-4G e de seu Algoritmo? Ficou interessada? Para ser acolhida, marque uma avaliação, Telefone (16) 4009-3335. Dr. Odilon IANNETTA.

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Live - Consultório - Climatério e Menopausa

Eu participei de uma live dia 19 no canal Pai Eterno, falando um pouco sobre fases críticas na vida da mulher com alterações psicológicas e outros assuntos da saúde da mulher, veja na integra!