Não detone seu ninho

CoupleFighting.jpg?fit=1000%2C600&ssl=1

A longevidade possibilita o convívio entre várias gerações, evidencia suas diferenças e potencializa a ansiedade. A cada geração surgem inovações em enxurrada que obrigam novos aprendizados e forçam, rapidamente, o descarte de tudo. Como as necessidades estão mudando rapidamente e as atividades profissionais também, muitas pessoas são empurradas à marginalidade.
O que era típico da senilidade pode ser comprovado nos mais jovens. Estes, referem com frequência a sensação de incapacidade, inutilidade e exclusão social, queixas típicas e referidas pelos idosos. Muitos acusam o seu estado limítrofe e referem queixas do tipo: cansaço, fraqueza, indisposição, dificuldade em perder peso, insônia, lapsos de memória, dores difusas e diminuição da libido. Tudo pelo chamado “tempos modernos”.

O quadro de agrava quando os jovens deparam com os pais na faixa do climatério, período repleto de queixas e sintomas quando não são adequadamente tratados. Ao escutar as reclamações, recusam discuti-las, ao invés de aproveitarem o tempo para o atendimento desse inevitável período, que exacerba o conflito entre as gerações. Não entendendo, também, que as mães apresentem a Síndrome do Ninho Vazio, comum no climatério. Nesses casos, a angústia é potencializada e o distanciamento aumenta.

Tudo poderia ser minimizado se as famílias discutissem nas horas do convívio comum os efeitos diretos das mudanças sócio econômicas e culturais sobre o núcleo familiar. Essa postura, típica do passado, durante as refeições, é de grande valor para uma vida prazerosa, dentro dos limites dos envolvidos.

Mas, o condicionamento social que o jovem é submetido impede o aprendizado sobre os assuntos essenciais e inerentes à família. No entanto aplicando o conceito da “vida moderna” que abomina o convívio familiar e comercializa tudo “facilitando” algumas tarefas – fast food, self service, delivery, etc – o jovem cria a sensação de que o núcleo familiar é inútil.

Por sua vez, quando os membros da família procuram o auxílio médico especializado geralmente estão confusos, desorientados e com elevado grau de ansiedade. Ao mesmo tempo, são comuns, os sentimentos contraditórios de amor, raiva, culpa e acusações recíprocas que agravam os problemas que são comuns a das famílias.

Entre os mais frequentes destacam-se:
1. A dificuldade dos mais jovens colocarem-se no lugar dos idosos
2. A falta de comunicação
3. Os problemas com os órgãos sensoriais (visão e audição)
4. A restrição na locomoção
5. Os quadros depressivos
6. Os distúrbios do sono
7. A dependência medicamentos
8. As mulheres e seus novos afazeres profissionais
9. As mudanças rápidas nos estilos de vida
10. As superproteções ao idoso
11. As dificuldades em elaborar a morte do ente querido.

Na fase do climatério, a avaliação hormonal e a rotina básica preventiva são imprescindíveis. No entanto, escutar e dialogar é fundamental para todos e dialogar é fundamental para todos os membros do núcleo familiar.


Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *


Todos os Direitos Reservados, 2018, Climatérium Clínica SS Ltda.