Gestos de equilíbrio

Blog_Hands.jpg?fit=1000%2C600&ssl=1

No climatério, a compreensão e o tratamento dos múltiplos sintomas melhoram a saúde e evitam que essa fase da vida provoque insegurança e frustração.
Ao sentir que finalizou uma de suas principais tarefas, a perpetuação da espécie, o ser humano percebe que está próximo da penúltima fase de sua vida (climatério) e, geralmente expressa insegurança. Por falta de informação e esclarecimento, as pessoas passam a carregar a sensação de missão incompleta, devido a não realização de tarefas fundamentais, como a de pai e mãe atualmente, orientador (a) e amigo (a).

No entanto, ao confrontar os problemas da vida, de forma indireta, o indivíduo se vê obrigado a realizar um inventário sincero sobre as experiências adquiridas e, para tanto, não se limita a fantasias mesquinhas e sentimentais. Geralmente, esse processo é iniciado por meio de frustrações acumuladas, que são características centrais da vida humana e que devem ser enfrentadas com honestidade.

Cada ser humano é responsável pela superação de suas próprias frustrações e pelo cultivo de suas qualidades positivas. É importante a percepção de que os objetivos sempre são alcançados, mais pelo esforço pessoal do que pela ajuda de outros. Os complementos para essa atitude realista e madura são o valor atribuído à compaixão para com os outros e a profunda compreensão de natureza de múltiplos fenômenos. Toda experiência, por mais frustrante que seja, deve ser uma abertura para reflexões e nunca motivo para fugas.

No climatério, a compreensão e o tratamento dos múltiplos sentimos, entre eles, as ondas de calor, o suor desagradável, o formigamento, o esquecimento, as dores articulares, a redução da libido, a vagina seca, a melancolia, a insônia e as batedeiras, são as formas primordiais de evitar que esse período seja qualificado como o “outono da vida”, como a fase limitante para o perfeito exercício e harmonia dessa ou como período de insegurança de frustração perante o s relacionamentos familiares.

“A pessoa que adquiriu elevada compreensão do período do climatério passa a se procurar com as dificuldades dos outros e sente a necessidade de ajuda-lo, não por projeções sentimentais, mas pelo sentimento de utilidade obtido. Assim, passa a colaborar com a eliminação dos mitos e das informações infundadas”, comenta o médico especialista em climatério Odilon Iannetta.

Ao agir dessa forma, o ser humano passa a perceber a vida não como um problema a ser resolvido, mas como uma experiência que traz infinitas riquezas repletas de energia criativa. A pessoa deixa de se rejeitar ou reprimir e passa a sentir motivação para adquirir habilidades apropriadas para se relacionar com os aspectos benefícios da existência. É possível observar, mesmo que em poucas pessoas, múltiplos gestos de equilíbrio, que são facilmente identificados através do andar, falar e vestir; formas de abordar os fatos da vida e se relacionar com as frustrações vividas. É necessário, em nossos tempos, que a consciência humana é reduza a pressa condicionada e passa a dar importância ao aprendizado, a enxergar e a escutar. “Muitas vezes, nos deparamos com as pessoas mais idosas, com cabelos brancos, rugas faciais, abdômen volumoso, usando roupas comuns, mas que perspicazes, intuitivas, experientes, anônimas no ato de ensinar e que passam exemplos reais. Essas são os verdadeiros espelhos para a vida real”, opina Odilon.

Várias pessoas com formação superior, preocupadas com o uso de linguagem elevada, rica em vocabulário, acentuações, concordâncias precisas e com pensamentos “organizados”, desaprenderam os gestos de equilíbrio que estão presentes apenas quando expressa-se a linguagem corporal clara, que é a única que continuará ensinando, através do exemplo, como há milhões de anos, sem a necessidade de que se diga uma única palavra.

Todos os Direitos Reservados, 2018, Climatérium Clínica SS Ltda.