Por que as ondas de calor?

MatureWomanHotWaves.jpg?fit=1000%2C640&ssl=1

As pacientes do período do climatério, mais precisamente ao redor da  data da menopausa (49 +  2 anos ) , fazem várias reclamações. As mais inquietantes são as “ondas de calor” que estão relacionadas com a queda dos níveis hormonais femininos . Quando o nível atinge um valor aquém do desejado, é interrompida a síntese de importantes substancias que acionam o funcionamento de vários órgãos e sistemas. Essa é a causa das inúmeras e incômodas queixas

Nesse período, as mulheres que receberam as benesses divinas, sócio-econômicas e culturais, procuram os serviços especializados para um melhor entendimento das queixas que apresentam. A maioria não entende de fato. Por comparação, elas observam que as amigas que nada relatam, enquanto outras convivem de forma insuportável. Ao explicar que no cérebro existe um termostato biológico, que controla a temperatura interna do corpo, e que , diante das amplas e abruptas quedas hormonais apresenta dificuldade em mantê-la estável, fica fácil o entendimento do incômodo. Em algumas mulheres as queixas são tão intensas e em outras amenas ( nessas as quedas hormonais são lentas) . Mesmo assim algumas ainda questionam: Porque comigo? Respondo: Para iniciar o tratamento precocemente  e não desenvolver os outros males desse período.

De outra parte, o raciocínio linear faz pensar que basta repor hormônio, que estará sanado, o que não é verdade. O êxito dependa da dose, da via de administração, do horário da ingestão, do tipo de hormônio, do metabolismo, da excreção e etc. Dessa forma, o sucesso final só poderá ser alcançado através da precisas e minuciosas avaliações que são realizadas normalmente, nos distúrbios das diferentes glândulas endócrinas. Para tratar apenas da queixa não seria preciso procurar o médico.

Nas décadas de 80 e 90 , eram comuns os relatos de efeitos colaterais das terapêuticas hormonais devido às restritas vias de admistração. Nessa época, os hormônios eram de origem animal (éguas) e ministrados por via oral. As mulheres aboliam as “ondas de calor”, e apresentavam outro fardo mais pesado. Um deles o aumento do peso.

No entanto, para a felicidade de todos , a ciência é dinâmica e comuta as idéias com rapidez. A verdade de ontem , em curto tempo, fica ultrapassada. Pobre daqueles que se fixam os conceitos e informações antigos, porque perdem o que de melhor poderiam receber, ou seja, novas associações, produtos puros , de baixo risco, para várias vias de admistração e com comodidade posológica.

Os aspectos acima descritos realçam a importância da realização de rotina básica, da atualização através de fontes científicas confiáveis, da leitura diversificada, da busca de novas opções para alcançar o bem estar interior. Por isso: quem está bem por dentro, sempre é mais bonita por fora.

Como a ignorância é a principal causa dos sofrimentos, que, por si só não conseguem eliminar os “pecados” cometidos, é necessário entender rapidamente a real razão dos fatos, compartilhar a compreensão, prestar serviço com prazer, e sobretudo , ficar feliz ao ver o ajudado feliz. Esse pensamento, será interpretado como uma falácia, principalmente por aqueles que nos serviços médicos e paramédicos não prestam auxílio como se o ajudado fosse sua mãe, o seu pai, ou um ente querido.

Por qualquer que seja o ângulo que queiram abordar a questão, é inquestionável o valor da rotina básica completa e da adequação terapêutica sem vínculos comerciais. É uma obrigação do médico oferecer o que há de melhor para as pacientes. Essa atitude, sim, reflete o verdadeiro apoio cientifico para o ser mais evoluido da escala filogenética, a mulher.

 

Todos os Direitos Reservados, 2018, Climatérium Clínica SS Ltda.